quinta-feira, 31 de março de 2011

REFLEXÃO PRAGMÁTICA ACERCA DA MORTE

QUEM? Alexandre Quaresma (1967). Escritor e editor desse blog. ******************************************************************** REFLEXÃO "O quanto antes nos dermos conta de nossa condição inexorável de viventes e morrentes, melhor será para que a nossa breve passagem por aqui possa ser aprazível e proveitosa do ponto de vista do sujeito que nasce e tem que morrer. Conclusão: a perspectiva da morte aviva a vida."

2 comentários:

William disse...

Como dizia uma ex-vivente, amiga desde que surgi nesta condição: "Morreu? Bota feijão para quem fica." Versão mineira e pragmática para a frase utilizada para o eterno rolar de reis e papas.

Rodrigo disse...

Freud concluiu o seu "o mal estar da civilização" com a citação: "Si vis vitam, para mortem" (se quer viver, prepare-se para a morte)