segunda-feira, 25 de abril de 2011

AFORISMO SEMIÓTICO-PSICANALÍTICO ESCRIBA: UMA BREVE COCHILADA DO MESTRE DA PSICANÁLISE SIGMUND FREUD

QUEM?
Alexandre Quaresma (1967). Escritor e editor desse blog.
*
COMENTÁRIO
Sigmundo Freud, como todos nós sabemos, foi um médico neurologista austríaco que ficou conhecido por ser o 'pai' da psicanálise. E foi também ele o primeiro a pensar aspectos mais profundos e até inconcientes do ser humano de maneira realmente inauguradora. Sua obra reflete um amplo conhecimento desse ser em metamorfose que, sem dúvida, possui recantos e recontidos psíquicos desconhecidos dele mesmo. 
*
Todavia, minha crítica a esse mestre fundador da própria disciplina psicanálise torna-se por um lado terrível e até covarde, já que o mesmo não pode refutá-la pessoalmente com sua capacidade intelectiva exacerbada porque infelizmente não se encontra mais entre nós. Ainda assim e por outro lado ela (a crítica) segue adiante, e vai ao mundo mais num sentido de humor fino talvez, dirigido ao próprio meio psicanalítico com a intensão de provocar uma reflexão acerca de um dos conceitos principais desse genial pensador. 
*
Assim, acrescento - antes de apresentar o aforismo propriamente dito - apenas mais uma breve consideração: talvez a cochilada do mestre tenha sido confundir dois elementos muito semelhantes, porém determinantemente diferentes em suas próprias manifestações e simbolismos inerentes mais estruturais, a saber: pênis e falo.
*
AFORISMO
Só o falo emite. O pênis urina. 
*
CONCLUSÃO
A inveja - então - não seria do pênis propriamente dito, e sim do falo. O pênis, em seu estado original de repouso constante, indica apenas o sexo de seu portador, e pouco tem a ver com a libido ou mesmo com a hereditariedade humana, já que assim, funciona somente como excretor dos dejetos líquidos do organismo humano. Já o falo ereto sim, significa poder, e é temido e invejado por seus semelhantes humanos, sejam eles homens ou mulheres, por ser emissor de valores sígnicos, semióticos e filogenéticos, que podem determinar o presente e até mesmo o futuro do gozar e do por-gozar. Fica aqui, registrada, essa reflexão aforística erétil, fálica e peniana, para internauta escriba ler, pensar e se deleitar.
*
Da redação.
*
PS: Post dedicado à minha preceptora Christina Garcia.

3 comentários:

Simone A. de A. Camargo disse...

Concordo. Belo aforismo Alexandre e Chris.
Beijos,
Simone

roberto disse...

concordo com você.Homens são fascinados por falo, e isto explica sua paixão por revolveres e fuzis de cano longo, magnum 44, 3,70 etc. Também tem fixação por todas coisas duras e longas como facas, cabos de relho, porretes, árvores gigantescas,. Gaúchos tomam chimarrão, que se pensarmos não deixa de ser um culhão e um falo colocado na boca e chupado.
Vejo claramente nos homens um componente homossexual muito intenso. Vejo que homens são seres "sexuais". Homens se amam. Não gostam de mulheres, gostam, sim, de partes específicas além de serem dependentes da mulher. Amor? Claro que existe, mas não na intensidade que imaginamos.
abç
teu amigo roberto

Flávio B. Silva disse...

Gostei muito deste blog, já estou seguindo! ABS.