quarta-feira, 8 de setembro de 2010

PULSÃO DE MORTE: A CESSAÇÃO DEFINITIVA DOS DESEJOS

QUEM?
Conceito: Jacques Lacan (1901/1981). Célebre psicanalista francês.
Aforismo: Alexandre Quaresma (1967). Escritor e editor deste blog.
*
AFORIMO
"Pulsão de morte é o desejo [incontrolável*] de não ter mais desejos." (*por isso pulsão)
*
COMENTÁRIO
Para Lacan toda pulsão é de morte. Isso se dá por força de uma eterna incompletude e desemparo que todo humano experimenta desde muito cedo ao perceber que é um ser individual, despregando-se deste estado confortável de plenitude e completude com o todo, e se inscrevendo num contexto de por-gozar que, de fato, nunca se conclui, nunca se completa, pois os desejos se suscedem uns aos outros indefinidamente durante toda existência humana, e a cada desejo saciado, surge imediatamente um outro objeto de desejo, substituindo uma plenitude inalcansável, e assim, este breve gozar nunca é realmente pleno, projetando o indivíduo num mar de desejos insaciáveis sucessivos que engolem literalmente os dias e as horas da vida. Assim, pulsão de morte seria um desejo de não ter mais desejos, situação impossível, já que só na morte nada mais se deseja, daí o conceito de Lacan e o aforismo deste Escriba. Da Redação.

3 comentários:

tania quaresma disse...

Zazen...

Rodrigo disse...

http://vimeo.com/11759913

roberto disse...

Muito bom ter me lembrado dele. Faz muito tempo que o li. Vou recomeçar. Gosto de sua obra. Obrigado pela lembrança.