segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O NOTÁVEL CABO FRIO E SUAS FANTÁSTICAS HISTÓRIAS DE NAUFRÁGIOS

QUEM?
Elísio Gomes Filho é mergulhador, escritor e historiador, tendo três livros publicados sobre histórias de naufrágios. É o autor do espetacular Histórias de Célebres Naufrágios do Cabo Frio.
*
COMENTÁRIO
Sem dúvida, após ler o brilhante e competente livro do historiador Elísio Gomes Filho, Histórias de Célebres Naufrágios do Cabo Frio, percebemos claramente a importância deste acidente geográfico que, como ele mesmo nos conta, sempre fez parte das primeiras cartas naúticas e, até hoje, representa um marco geográfico importante para a navegação no Atlântico, e para todas as embarcações que circulam na região desde os tempos da descoberta do continente. Por sua monumentalidade notória, serve de orientação; mas, de igual forma, especialmente com tempo ruim, figura também como grande motivo de temor para os capitães que por ali passaram através dos tempos. E não é à toa. Toda a região é considerada como tendo um altíssimo índice de incidência de naufrágios, além, é claro, da Massambaba - espetacular praia longelínea de areias brancas e finas com a extensão de quarenta e cinco quilômetros de águas translúcidas e azuis ao Sul do cabo, apelidada de cemitério de navios. Os motivos disto, constata Elísio em sua cuidadosa pesquisa, são uma série de fatores diversos que, em conjunto ou em separadamente, atuam sobremaneira no bom fluir da navegação segura das embarcações, alterando dramaticamente o destino das mesmas; a saber: mau tempo, correntes oceânicas singulares, ventos arrebatadores do Sudoeste, interferências eletromagnéticas nos instrumentos de navegação, imprecisão nos cálculos e a própria imponência do acidente geográfico em si que, naturalmente, é um obstáculo significativo a ser transposto pelos navegantes.
*
Então, por tudo isso, o Cabo Frio retoma com justiça sua importância histórica e geográfica no cenário nacional através da pena detalhista e competente deste notável historiador fluminense. Livro bem escrito, abrangente sócio-culturalmente, importante para a região, para a nossa memória, para a nossa identidade e para a história deste imenso continente de multidiversidade natural riquíssima chamado Brasil.
*
Histórias de Célebres Naufrágios do Cabo Frio, do historiador Elísio Gomes Filho, é, por puro mérito, indicação deste Escriba para uma leitura emocionante, cultural e histórica de altíssima qualidade. Atualmente esgotado, pode ser consultado na Biblioteca Pública de Cabo Frio ou, com sorte, adquirido em sebos ou na Estante Virtual; vale a pena procurar e ler!
*
CITAÇÃO
"O ângulo de abatimento dos navios ocorria em determinadas horas, correspondendo de acordo com os ângulos a um caimento em milhas até a posição de encalhe nos bancos de areia da praia ou do choque com os rochedos da Ilha do Cabo Frio ou o Promotório do Atalaia. Em suma, destacando-se as navegações tecnicamente mal-orientadas, era um conjunto de forças (corrente marinha e vento) que levava os vapores a abater sobre a costa, apesar do resguardo dado ao rumo." (pág182)
*
LIVRO: Histórias de Célebres Naufrágios do Cabo Frio // AUTOR: Elísio Gomes Filho // EDITORA: Texto & Arte // Rio de Janeiro // 1993

Um comentário:

silvana disse...

Ganhei do próprio Elisio o livro Histórias de Célebres Naufrágios do Cabo Frio em 1995 e confesso, que como a maioria dos brasileiros,o deixei guardado por 15 anos. Mas, ao entrar para o curso de história na Universidade Federal do Rio Grande/RS, lembrei do livro e comecei a lê-lo e vi o termpo que perdi. Elísio, além de ser uma pessoa maravilhosa, é um "baita" historiador, que relata a história de maneira leve e compreensível, baseada em documentação inquestionável. Parabéns Elísio.