domingo, 8 de março de 2009

O ADMIRÁVEL MUNDO DE ALDOUS HUXLEY

QUEM?
Aldous Leonard Huxley (1894/1963). Talentoso escritor inglês.

CITAÇÃO
"A enorme sala do andar térreo dava para o norte. Apesar do verão que reinava para além das vidraças, apesar do calor tropical da própria sala, era fria e crua a luz tênue que entrava pelas janelas, procurando, faminta, algum manequim coberto de roupagem, algum vulto acadêmico pálido e arrepiado, mas só encontrando o vidro, o níquel e a porcelana de brilho glacial de um laboratório. À algidez hibernal respondia a algidez hibernal. As blusas dos trabalhadores eram brancas, suas mãos estavam revestidas de luvas de borracha pálida, de tonalidade cadavérica. A luz era gelada, morta, espectral. Somente dos cilindros amarelos dos microscópios lhe vinha um pouco de substância rica e viva, que se esparramava como manteiga ao longo dos tubos reluzentes." (pag09)
*
COMENTÁRIO
Aldous Huxley, como grande visionário que era, já imaginava o que viria por aí em termos de ciência e tecnologia. No seu genial livro Admirável Mundo Novo, este brilhante romancista nos trás o seu incrível Mundo idealizado, maquínico, controlado, estéril, cinza, robotizado; fazendo-nos lembrar de um futuro não muito distante - ao mesmo tempo muito parecido com nosso presente - onde vemos perplexos e abismados este Mundo de engenharia genética, biotecnologia, nanotecnologia, viagens espaciais, clonagem de ovelhas, transgênicos, vaca-louca e outras modernidades angustiantes e temerárias. É o ser humano agônico e insustentável brincando de Deus. Estilizado e inteligente, futurista e assustador; este é o Admirável Mundo de Aldous Huxley. O Mundo que vivemos... O Mundo que estamos construindo... O Mundo que nos espera...
*
LIVRO: Admirável Mundo Novo // AUTOR: Audous Huxley // EDITORA: Globo // São Paulo // 2006

Um comentário:

Mariesa disse...

Oi Ale, isso ainda é o que "nós" sabemos. Acontecem muitas coisas que nem sonhamos em laboratórios espalhados neste planeta. Voce já viu o documentário sobre a MontSanto??? É de arrepiar como a Mont Santo pensa o mundo, muito, mas muito ruim mesmo. O foco sempre é dinheiro e poder.